Tamanho do texto

Mais uma montadora de caminhões, a Ford de São Bernardo do Campo (SP), vai suspender toda a produção e dar férias aos 800 funcionários. É a terceira montadora desse segmento a anunciar paralisação das atividades em 12 dias.

A medida também está sendo adotada pela Mercedes-Benz e a Volkswagen que, junto com a Ford, formam o grupo das três maiores fabricantes do ramo no País.

Os períodos de paralisação vão de 10 a 25 dias, o que resultará numa perda conjunta de cerca de 6,2 mil veículos que deixarão de ser produzidos, levando-se em conta a capacidade produtiva de cada fábrica em dias úteis normais. Ao todo, 11,3 mil funcionários ficarão em casa.

A Ford dará férias aos funcionários de 19 de fevereiro a 15 de março, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. A Mercedes dispensará os 7 mil trabalhadores da produção em São Bernardo de 23 de fevereiro a 4 de março, mesmo período em que os 3,5 mil operários da Volkswagen terão férias em Resende (RJ). Outras duas montadoras do ramo optaram por corte na produção com férias para parte do pessoal (Iveco) e interrupção da produção às segundas-feiras deste mês (Scania). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.