Tamanho do texto

Os preços do minério de ferro no mercado à vista subiram 6% nesta semana, à medida que rumores na China sobre restrição às importações de minério dos grandes produtores do Brasil e da Austrália estimularam as compras, segundo operadores e comerciantes. De acordo com dados da corretora Freight Investor Services os preços à vista subiram para US$ 166,20 por tonelada, uma alta de 6% desde 1º de abril.

Os preços do minério de ferro no mercado à vista subiram 6% nesta semana, à medida que rumores na China sobre restrição às importações de minério dos grandes produtores do Brasil e da Austrália estimularam as compras, segundo operadores e comerciantes. De acordo com dados da corretora Freight Investor Services os preços à vista subiram para US$ 166,20 por tonelada, uma alta de 6% desde 1º de abril.<p><p>O valor é superior ao que vem sendo negociado pela Vale, que, segundo fontes, tem pedido reajuste de cerca de 90% sobre os preços do ano passado. De acordo com cálculos do Credit Suisse, um aumento de 90% nos preços resultaria no valor de US$ 125 por tonelada. Esta semana, uma fonte afirmou à Agência Estado que o indexador que será utilizado pela Vale daqui para a frente para balizar os novos preços do minério de ferro será a média de três meses do preço do insumo no mercado à vista chinês.<p><p>Operadores e comerciantes de frete de minério são unânimes em dizer que a ameaça da Associação de Ferro e Aço da China (Cisa, na sigla em inglês) de boicotar a compra da commodity de grandes mineradoras internacionais por um período de dois meses é irrealista. A Cisa pediu que siderúrgicas e operadores chineses que têm licença de importação parem de comprar minério de ferro de Vale, BHP Billiton e Rio Tinto, em protesto contra o que a Cisa classifica como monopólio.<p><p>"É impossível para as siderúrgicas (chinesas) pararem de comprar minério das grandes mineradoras", afirmou um comerciante de frete de Cingapura, acrescentando que não há sinais de que o número de embarcações saídas da Austrália esteja diminuindo. "Há um grande aperto físico (de minério) por causa dessa ameaça de boicote", disse um operador de Cingapura. Outro operador afirmou que a posição da Cisa é contraproducente, com efeitos visíveis no preço à vista.<p><p>O rali também está afetando o mercado de trocas (swaps) de minério de ferro e comerciantes dizem que os volumes desta semana nunca havia sido vistos antes, à medida que os participantes do mercado que estavam vendidos foram forçados a ajustar suas posições.<p><p>Os swaps de minério de ferro para o segundo trimestre saltaram para US$ 175 por tonelada por um breve período ontem, antes de fecharem em US$ 167 por tonelada, de acordo com dados da Freight Investor Services. Swaps de minério de ferro são contratos de derivativos estabelecidos em dinheiro, usados por mineradoras, siderúrgicas e outros participantes do mercado para proteção (hedge) contra a volatilidade no mercado à vista físico de minério de ferro. As informações são da Dow Jones.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.