Tamanho do texto

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse hoje que, por enquanto, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido para venda de automóveis acabará no fim deste mês. Por enquanto, a medida vai até 31 de março.

O futuro a Deus pertence", disse o ministro.

O ministro acrescentou que "é muito cedo para anunciar uma prorrogação", destacando que a eventual continuidade do benefício será decidida após análise dos efeitos que o mesmo teve em termos de geração de renda, aumento nas vendas e preservação dos empregos. "Não se pode dar como certa a prorrogação da redução do IPI. A chance é de 50% para cada lado", afirmou o ministro.

Ele também disse que é favorável a que se discuta com o setor automotivo a contrapartida de preservação de empregos na hipótese de o governo brasileiro postergar a validade do benefício tributário. "Pessoalmente, avalio que se pode fazer uma vinculação da medida com a manutenção de empregos. Creio que não haveria problema para a indústria sobre isso. Hoje é bem mais fácil a indústria aceitar um acordo deste tipo porque houve recuperação do setor. Seria natural que o governo colocasse isso na mesa", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.