Tamanho do texto

Secretário de economia mexicano afirmou que seu país está disposto a renegociar sob "termos de reciprocidade"

O México espera obter na próxima semana um acordo com o Brasil sobre as renegociações do acordo automotivo, que se complicou com as exigências brasileiras de adotar cotas de importação.

O secretário de economia do México, Bruno Ferrari, afirmou nesta quinta-feira em coletiva de imprensa que seu país está disposto a renegociar sob "termos de reciprocidade".

O México, que não quer perder um importante mercado de automóveis e peças, havia aceitado na quarta-feira outras demandas do Brasil: uma revisão do conteúdo de origem de exportações e a inclusão de veículos pesados no acordo de livre comércio, disseram fontes brasileiras.

Ferrari, porém, evitou comentar quando foi questionado sobre o tema das quotas que o Brasil considera uma condição não negociável para preservar o acordo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.