Tamanho do texto

Tóquio, 28 jul (EFE).- Apesar dos bons resultados da Toyota no Brasil, na China e em outros mercados emergentes, principalmente durante o segundo trimestre de 2008, que permitiram que a empresa resistisse à fraqueza do mercado americano, o grupo japonês anunciou um corte nos objetivos de vendas para este ano.

Nesta segunda, a Toyota informou em seu site oficial que, para 2008, reduziu seu objetivo de vendas em 350 mil unidades para 9,5 milhões de veículos em todas as empresas do grupo.

O corte em sua previsão de vendas envolve tanto os objetivos da Toyota para o mercado japonês quanto os planos da empresa para a venda no resto do mundo.

Em 2008, a Toyota Motor espera vender 2,23 milhões de veículos no Japão, 40 mil unidades a menos do que as previstas inicialmente, enquanto no restante do mundo a companhia japonesa espera comercializar 7,27 milhões de unidades, 310 mil a menos do que o objetivo inicial.

Apesar da revisão em baixa, as vendas globais estimadas pela Toyota para 2008 representariam um aumento de 1% em comparação aos resultados do ano passado.

A companhia acredita que venderá 2% a menos de veículos no Japão do que no ano anterior, mas prevê um aumento de 2% em suas vendas no exterior, que representa a maior parte das vendas da companhia.

Em números absolutos, o corte na previsão de vendas afetará principalmente a Toyota, a empresa mãe do grupo e a marca que representa a maior parte das vendas, mas outras empresas como a Daihatsu e a Hino, que fabricam veículos pequenos e caminhões, respectivamente, também serão afetadas.

Apesar do corte anunciado pela Toyota, o fabricante japonês, que disputa a liderança mundial com a empresa americana General Motors, registrou vendas recorde durante o primeiro semestre deste ano de 4,81 milhões de unidades. EFE fab/fh/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.