Tamanho do texto

Dólar atinge menor cotação dos últimos 15 anos frente à moeda japonesa

O dólar caía frente às principais moedas nesta segunda-feira, atingindo nova mínima em 15 anos frente ao iene, após o acordo do G20 para evitar desvalorizações cambiais em busca de competitividade ser visto como sinal verde para que investidores voltassem a vender a divisa norte-americana.

Na reunião da Coreia do Sul, ministros de Finanças do G20 também fecharam um acordo para dar a países emergentes mais voz no Fundo Monetário Internacional (FMI), reconhecendo a rápida mudança de poder entre as nações ocidentais.

Analistas afirmaram que o resultado do encontro apontou um status quo para os mercados cambiais, com o dólar mantendo-se pressionado devido às expectativas de que o Federal Reserve irá aununciar uma segunda rodada de "quantitative easing".

"O G20 era visto como uma barreira por alguns e, agora que (a reunião) acabou, os investidores estão fazendo de novo o que lhes parece mais confortável: vender dólares", disse Ankita Dudani, estrategista cambial do RBS.

Às 7h30 (horário de Brasília), o dólar recuava 0,81% frente a uma cesta com as principais moedas. O dólar caiu 1% em relação ao iene, para 80,52 ienes, atingindo a mínima em 15 anos.

Participantes do mercado veem chance de as intervenções do Japão aumentarem se o dólar cair abaixo de 80 ienes e testar a mínima recorde de 79,75 ienes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.