Tamanho do texto

Companhia de eletrônicos vale US$ 560,4 bilhões, segundo estudo da Economática

selo

Tim Cook, CEO da Apple
AP
Tim Cook, CEO da Apple
Desde a morte de Steve Jobs, em 5 de outubro do ano passado, a norte-americana Apple viu seu valor de mercado saltar de US$ 350,7 bilhões para US$ 560,4 bilhões até ontem.

Apenas em 2012, conforme estudo divulgado hoje pela consultoria Economatica, o valor da companhia subiu US$ 184 bilhões - o equivalente a mais de uma Petrobras, cujo valor total em bolsa é de US$ 179,8 bilhões.

Leia mais: Apple anuncia pagamento de dividendos e recompra de ações

Mesmo sem o comando de Jobs, a companhia vem se mantendo na vanguarda do setor tecnológico, com forte presença nos mercados de tablets e celulares inteligentes.

Ontem, a empresa anunciou que vendeu 3 milhões de unidades do novo iPad - a terceira versão de seu tablet.

Além disso, informou que vai pagar dividendos pela primeira vez em 17 anos, o que contribuiu para a alta dos papéis da companhia em Nova York.

De acordo com a Economatica, o valor de mercado da Apple, de US$ 560,4 bilhões, é superior ao valor de todas as empresas mexicanas de capital aberto, que equivale a US$ 457,7 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.