Tamanho do texto

Mineradora obteve decisões desfavoráveis em processos que tratam de imposto de renda sobre lucros no exterior

As ações da Vale operavam em alta de mais de 1% nesta quinta-feira, apesar de a companhia ter informado na véspera sobre decisões desfavoráveis em processos que tratam de imposto de renda sobre lucros no exterior.

Às 14h00, a ação preferencial subia 1,20%, a R$ 42,08, enquanto a ordinária avançava 1,53%, a R$ 43,67. No mesmo instante, o Ibovespa subia 1,44%.

A empresa informou que irá recorrer da decisão, que envolve um montante de R$ 9,8 bilhões, acrescido de juros e multa. Segundo o analista Victor Penna, do Banco do Brasil Investimentos, a notícia é ruim para a companhia, mas como ainda cabe recurso o impacto negativo na ação não é sentido neste pregão.

Veja : Vale conclui aquisição de ações da Vale Fertilizantes

"A Vale ainda pode recorrer. Se a decisão final for desfavorável, aí o papel vai reagir. Mas ainda assim a empresa pode fazer um acordo de parcelamento caso seja decidido contrário à companhia", disse ele.

Segundo Penna, além de a empresa poder recorrer da decisão relacionada a impostos sobre lucro no exterior, até a sentença ser confirmada a Vale pode começar a "provisionar esse valor nos próximos trimestres". "De qualquer maneira é negativo para a companhia", acrescentou, notando não ver um impacto "profundo" por ora.

Outro analista, que preferiu não ser identificado, destacou que história sobre os impostos sobre lucros no exterior já era conhecida pelo mercado, de acordo com decisão da Justiça divulgada no final do ano passado.

"Já era esperado, vão tentar recorrer, é a mesma história de antes... É um fato meio ambíguo, se é tributado lá, tributado aqui, porque só Vale será afetada? Muitas empresas trabalham lá fora...", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas