Tamanho do texto

Papéis mais negociados no mês foram os indexados ao IPCA (NTN-B e NTN-B Principal), cuja participação alcançou 45,66% do total

selo

O total de títulos vendidos em setembro pelo programa Tesouro Direto chegou a R$ 153,75 milhões, de acordo com balanço divulgado hoje pelo Tesouro Nacional. Os papéis mais negociados no mês foram os indexados ao IPCA (NTN-B e NTN-B Principal), cuja participação alcançou 45,66% do total. Já os títulos prefixados (LTN e NTN-F) vieram em segundo lugar, com 42,93%. Segundo o balanço, os papéis atrelados à taxa Selic (LFT) representaram 11,41% do total vendido.

De acordo com o Tesouro, as vendas de títulos com vencimento entre 1 ano e 5 anos representaram 70,83% do total, enquanto os títulos com prazo acima de 5 anos corresponderam a 22,48%. Com 3.950 novas adesões ao programa em setembro, o número total de cadastrados ao fim do mês atingiu a marca de 204.598 investidores, com crescimento de 22,57% nos últimos doze meses. O valor médio por operação em setembro foi de R$ 14.419,00, mas 59,22% do volume aplicado no mês se concentrou em vendas de até R$ 5 mil.

O estoque total de títulos em poder do público nessa modalidade aumentou 3,17% no mês e chegou a R$ 4,09 bilhões. Em relação a setembro do ano passado, a expansão foi de 32,70%. Os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume no estoque, alcançando 48,71% do total. Na sequência, aparecem os títulos prefixados, com participação de 36,55%, e os papéis indexados à taxa Selic, com 14,74%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.