Tamanho do texto

Em Hong Kong, a bolsa atingiu o menor nível em mais de três meses

Os temores de que as medidas de austeridade na Europa irão ameaçar a recuperação econômica global fizeram cair os mercados da Ásia nesta segunda-feira. A Bolsa de Hong Kong atingiu o menor nível em mais de três meses. O índice Hang Seng caiu 430,23 pontos, ou 2,1%, e terminou aos 19.715,20 pontos, o pior fechamento desde 8 de fevereiro.

Já as Bolsas da China apresentaram fortíssimas baixas, com as ações de imobiliárias e bancos liderando o declínio. Os investidores estão preocupados com a possibilidade de Pequim adotar severas medidas para impedir a formação de uma bolha no mercado imobiliário. O Xangai Composto caiu 5,1%, a maior queda diária em mais de oito meses, e encerrou aos 2.559,93 pontos, o pior fechamento desde 4 de maio de 2009. O Shenzhen Composto recuou 6% e terminou aos 977,60 pontos.

O yuan se desvalorizou em relação ao dólar, por conta do fortalecimento da moeda norte-americana sobre o euro porque os investidores saíram dos riscos de ativos em meio a crescentes preocupações sobre os problemas com as dívidas soberanas da zona do euro.No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8280 yuans, de 6,8268 yuans do fechamento de sexta-feira.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, teve perda em todos os setores importantes. O índice Taiwan Weighted baixou 2,2% e fechou aos 7.598,72 pontos.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul baixou 2,6% e fechou aos 1.651,51 pontos.

Na Austrália, o medo de contágio da crise europeia levou o índice S&P/ASX 200 a uma perda de 3,1%, para 4.467,2 pontos, o menor nível de fechamento desde 7 de setembro do ano passado.

Nas Filipinas, o índice PSE da Bolsa de Manila terminou em queda de 1,2% e fechou aos 3.289,31 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve baixa, uma vez que os investidores, ainda preocupados com as dívidas soberanas na Europa, levaram os mercados de ações e moedas para baixo. O índice Straits Times declinou 0,8% e fechou aos 2.833,69 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, caiu 1,4% e fechou aos 2.819,47 pontos, acompanhado as quedas nos mercados asiáticos em crescentes preocupações sobre a crise de débitos na Europa. Compras de papéis em oferta por fundos institucionais locais ergueram o índice principal a despeito das moderadas vendas por fundos estrangeiros.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 2,0% e fechou aos 753,26 pontos, uma vez que os investidores permanecem cautelosos sobre a situação de débitos da Europa, enquanto a crise política local ameaça sair do controle uma vez que milhares de manifestantes desafiam o limite de 5h (de Brasília) para deixar o centro financeiro da capital.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuou 0,4% e fechou aos 1.334,27, em linha com os demais mercados regionais por conta das preocupações com as dívidas da zona do euro. As informações são da Dow Jones