Tamanho do texto

Em 2012, o faturamento deste mercado deve desacelerar e crescer 20%, a R$ 800 bilhões, segundo a Abecs

O faturamento do mercado de cartões cresceu 24% em 2011, na comparação com o ano anterior, e somou R$ 670 bilhões, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). Dados divulgados nesta quarta-feira mostram a continuidade do forte ritmo de expansão do setor no País, que ja tem 687 milhões de cartões em circulação, 9% mais do que tinha ao final de 2010.

Leia : Cobrança indevida é maior queixa de correntistas

Para Claudio Yamaguti, presidente da Abecs, o setor vem sendo impulsionado pelo fato de cada vez mais os brasileiros adotarem o cartão como meio de pagamento. Além disso, ele atribui à "nova classe econômica", formada por pessoas das classes C, D e E o aumento do uso dos cartões no Brasil.

No entanto, na projeção da Abecs, o avanço deve ser menor em 2012, de 20%, e atingir R$ 805,5 bilhões. Por um lado, Yamaguti diz que o aumento deve continuar estimulado pela mudança de hábito dos consumidores para a adoção do plástico. Por outro, o cenário externo com crescimento mais debilitado pode trazer reflexos negativos ao Brasil e ao setor, segundo Yamaguti. Ele também acrescenta que o varejo brasileiro já vem mostrando uma redução de ritmo desde o segundo semestre do ano passado.

"Conservadoramente, para efeito de projeção, optamos por adotar uma estimativa de crescimento de 20% neste ano. Mas vamos rever este número quando tivermos números reais dos primeiros meses de 2012," disse o executivo.

Mais : Cartões de crédito crescem 550% em uma década e atraem novatos

Dentre os tipos de cartões, os de débito se igualaram aos de crédito em número de transações, com 3,4 bilhões. Em faturamento, o tipo "débito" somou R$ 199,8 bilhões, e as perspectivas são de R$ 242 bilhões em 2012. Já o tipo "crédito" resultou em receitas de R$ 386 bilhões no ano passado, avanço de 23%. Em 2012, deve crescer 21% e somar R$ 465 bilhões, segundo a Abecs.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.