Tamanho do texto

Queda do dólar e otimismo em relação à Grécia elevaram apetite por risco dos investidores

selo

Os preços dos contratos futuros do petróleo fecharam em alta, beneficiados pelo alívio do mercado com o fato de a Grécia ter cumprido todas as exigências da União Europeia para a liberação da próxima parcela de empréstimos ao país. Isso reduziu a preocupação dos investidores com a possibilidade de um (não pagamento) default da dívida soberana grega no curto prazo e pressionou o dólar, favorecendo as commodities em geral. 

"A influência de outros mercados está ajudando. Temos a alta do euro ante o dólar", disse Rich Ilczyszyn, estrategista da corretora Lind-Waldock. O índice ICE Dollar, que monitora o valor da moeda norte-americana em relação a uma cesta de divisas, recuava 0,4% perto do horário de fechamento do mercado de petróleo, para 74,317. 

Na ausência de notícias ligadas aos fundamentos da commodity, os investidores tendem a buscar uma direção nos movimentos de outros mercados. Nesses momentos, a fraqueza do dólar tende a impulsionar o petróleo porque deixa o barril mais barato para os que detêm outras moedas. 

O volume de negócios, no entanto, foi fraco, pressionado pela proximidade do feriado da independência dos EUA, em 4 de julho. "Acho que as pessoas não estão dispostas a acumular posições antes do final de semana prolongado", disse o analista de energia Tim Evans, do Citi Futures Perspective in New York. 

O preço do contrato do petróleo para agosto negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) subiu US$ 0,65, ou 0,68%, para US$ 95,42 por barril. Na plataforma ICE, o contrato do petróleo tipo Brent para agosto avançou US$ 0,08, ou 0,07%, para US$ 112,48 por barril. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.