Tamanho do texto

Notícias desta segunda-feira foram poucas para conduzir os negócios

selo

Os preços futuros do petróleo fecharam em alta nesta segunda-feira devido ao ajuste de posições que sugere que os preços continuam elevados no horizonte. Traders disseram que as notícias foram poucas para conduzir os negócios, indicando que o Fundo Monetário Internacional (FMI) enviou sinais confusos sobre a perspectiva para o crescimento global.

Os negócios na Bolsa Mercantil de Nova York foram conduzidos pelo ajuste nas posições antes do fim estabelecido para o contrato de abril, o que estava em seu maior nível desde primeiro de março. A negociação dos contratos de maio estão cerca de três vezes acima dos contratos de abril e sugerem que os preços continuam elevados.

No fechamento dos negócios, o petróleo WTI para abril subiu US$ 1,03 (0,96%), para US$ 108,09 por barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex). Já os preços do Brent para maio, negociados na plataforma ICE, em Londres, fechou em queda de US$ 0,10 (0,08%) para US$ 125,71 por barril.

No domingo, a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, disse em Pequim que espera sinais de que a economia mundial está se estabilizando, mas ela reconheceu que ainda vê riscos, incluindo a desaceleração nas economias dos mercados emergentes.

Além disso, Lagarde também advertiu para o fato de que a alta nos preços do petróleo está se tornando um ameaça ao crescimento da economia global, especialmente para as economias emergentes. Traders disseram que o mercado continua cauteloso com o potencial de países consumidores liberarem os estoques de emergência em face dos preços elevados e potencial de interrupção nas linhas normais de oferta, quando o embargo da União Europeia ao petróleo do Irã entrar em vigor, em primeiro de julho. Os preços se moveram amplamente na semana passada após a notícia, negada pelo governo americano posteriormente, de que os EUA e Reino Unido teriam concordado com um plano para liberar as reservas em breve.

O curto prazo a direção dos preços virá com a liberação dos estoques de petróleo dos EUA na quarta-feira. De acordo com as estimativas preliminares de quatro analistas ouvidos pela Dow Jones, os estoques de petróleo dos EUA subiram 2,4 milhões de barris na semana terminada em 16 de março. O levantamento está previsto para ser divulgado pelo Departamento de Energia dos EUA na quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.