Tamanho do texto

A Perto, uma das maiores fabricantes de terminais bancários de autoatendimento do País, anunciou nesta quarta-feira investimentos de R$ 38 milhões para dobrar sua capacidade de produção de terminais

selo

A Perto, uma das maiores fabricantes de terminais bancários de autoatendimento do País, anunciou nesta quarta-feira investimentos de R$ 38 milhões para dobrar sua capacidade de produção de terminais. "Nossa fábrica está no limite da capacidade", disse o presidente da empresa, Thomas Elbling. A empresa resolveu ampliar sua unidade de produção, localizada na cidade de Gravataí, no Rio Grande do Sul. Com a expansão, a capacidade de produção de terminais de autoatendimento vai passar de 800 mil por mês para cerca de 1,6 milhão. Por conta desse aumento, a Perto pretende contratar cerca de 180 funcionários. Dos R$ 38 milhões, a empresa vai usar R$ 26 milhões para a compra de equipamentos. Os outros R$ 12 milhões serão aplicados na ampliação da área construída de 33 mil metros quadrados na cidade gaúcha para 41 mil metros quadrados. As obras devem começar em setembro e devem ficar pronta no final do ano que vem. A Perto chegou a avaliar a construção de uma nova fábrica em outro Estado brasileiro, mas acabou optando por ficar no Rio Grande do Sul, onde nasceu a empresa há 22 anos. Segundo seu presidente, os principais concorrentes da Perto têm fábrica em Manaus, onde há incentivos fiscais. A empresa deve faturar R$ 320 milhões este ano. Em 2010, o faturamento ficou em R$ 260 milhões. Cerca de 60% desse total deve-se à venda de equipamentos para bancos. "Estamos crescendo cerca de 40% por ano", disse o presidente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.