Tamanho do texto

Os principais índices do mercado de ações norte-americano fecharam novamente perto da estabilidade, com Nasdaq e S&P 500 em território positivo e o Dow Jones em baixa, pressionado pela queda acentuada nas ações da 3M

selo

Os principais índices do mercado de ações norte-americano fecharam novamente perto da estabilidade, com Nasdaq e S&P 500 em território positivo e o Dow Jones em baixa, pressionado pela queda acentuada nas ações da 3M. O mercado segue cauteloso, à espera dos dados sobre o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no terceiro trimestre, que devem ser divulgados amanhã, e da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central americano), que deve ser anunciada na semana que vem.

O Dow Jones caiu 12,33 pontos, ou 0,11%, para 11.113,95 pontos. A maior parte dos componentes fechou em alta, mas as ações da 3M recuaram 5,86% após a companhia reduzir sua meta de lucro para 2010, ajudando a puxar o índice para o vermelho. A ExxonMobil - que também faz parte do Dow Jones - subiu 0,84% após divulgar que seu lucro do terceiro trimestre cresceu 55% na comparação com igual período do ano passado.

O Nasdaq subiu 4,11 pontos, ou 0,16%, para 2.507,37 pontos, enquanto o S&P 500 teve alta de 1,33 ponto, ou 0,11%, para 1.183,78 pontos.

Entre outras empresas que divulgaram balanços hoje, a Dow Chemical fechou em baixa de 1,12% após divulgar que seu lucro do terceiro trimestre encolheu 25% na comparação com igual período do ano passado.

"Parece que o mercado está se esforçando para manter o fôlego", disse Bruce McCain, estrategista-chefe de investimentos do Key Private Bank. Segundo ele, os investidores aparentemente estão reavaliando o impacto que mais uma rodada de afrouxamento quantitativo por parte do Federal Reserve terá sobre a economia. "Eles estavam inclinados a observar o lado positivo do afrouxamento, mas com as empresas indispostas a tomar empréstimos e outros problemas no sistema que conduziram a uma redução no crédito", o esforço do Fed pode ser em vão, acrescentou.

A leitura mista dos índices nesta quinta-feira ocorreu mesmo após o Departamento de Trabalho dos EUA divulgar que o número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego caiu 21 mil, para 434 mil na semana até 23 de outubro. É o menor número de novos pedidos desde a semana que terminou em 10 de julho. Os economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam aumento de 3 mil solicitações. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.