Tamanho do texto

As Bolsas norte-americanas devem abrir em alta, com a queda nos pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana passada contrabalançando os números ruins de ontem, mostrando corte nas vagas ofertadas pelo setor privado em setembro

selo

As Bolsas norte-americanas devem abrir em alta, com a queda nos pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana passada contrabalançando os números ruins de ontem, mostrando corte nas vagas ofertadas pelo setor privado em setembro.

O mercado deve operar também na expectativa do início não oficial da temporada de balanços do terceiro trimestre, com divulgação do resultado da Alcoa após o fechamento do pregão. Os balanços podem diminuir a tensão dos investidores com a falta de fôlego mostrada pelas grandes economias.

Às 10h34 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,23% aos 10.992,23 pontos, o Nasdaq avançava 0,40% para 2.390,70 pontos e o S&P 500 registrava alta de 0,23% aos 1.162,64 pontos.

A movimentação no pregão pode ser limitada, entretanto, pela expectativa com os números de amanhã sobre o mercado de trabalho dos EUA em setembro. Dados ruins podem acentuar as perspectivas de o Federal Reserve (Fed, banco central americano) agirá em breve para dar novo estímulo à economia. Tais expectativas mantém o dólar fortemente pressionado e as commodities, por sua vez, em alta.

As ações da varejistas também centram foco hoje, já que divulgam suas vendas para o mês de setembro. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.