Tamanho do texto

SÃO PAULO - Com uma abertura positiva nos negócios desta quarta-feira, o Ibovespa chegou a ensaiar uma virada para o campo negativo, mas voltou a avançar na linha dos 70 mil pontos

. Pouco antes das 12 horas, o Ibovespa subia 0,58%, aos 70.266 pontos, e girava R$ 1,162 bilhão. Na BM&F, o Ibovespa futuro, com vencimento em dezembro, registrava alta de 0,93%, com o registro de 71.350 pontos. Ontem, o Ibovespa caiu 2,61%, aos 69.863 pontos, no menor patamar desde 30 de setembro (69.429). Em Wall Street, as bolsas também abriram o dia com ganhos. Há instantes, o índice Dow Jones avançava 0,64%, o S&P 500 registrava valorização de 0,60% e o Nasdaq subia 0,57%. Nesta jornada, as atenções do mercado estão direcionadas ao Livro Bege, compilado sobre o comportamento da atividade econômica, pelo Federal Reserve (Fed), o banco central americano. Como o documento só será publicado às 16 horas, até lá, o mercado se concentra nos balanços divulgados. Chamam atenção neste pregão os números do Wells Fargo, que conseguiu lucrar US$ 3,34 bilhões no terceiro trimestre, o equivalente a US$ 0,60 por ação. O resultado excedeu em 3% o montante de um ano antes, de US$ 3,24 bilhões, ou US$ 0,56 por papel. Alguns analistas esperavam um lucro de US$ 0,55 por ação para o trimestre mais recente. Além disso, os resultados do Morgan Stanley, Boeing, BlackRock e US Airways também repercutem sobre as operações. No front corporativo nacional, as "blue chips" contribuíam para a valorização do Ibovespa. Há pouco, os papéis PNA da Vale subiam 0,99%, para R$ 48,56, enquanto as ações PN da Petrobras avançavam 0,71%, a R$ 25,46. A maior parte dos papéis do Ibovespa operava em alta, com destaque para MMX ON (3,33%, a R$ 13,65), TAM PN (3,09%, a R$ 39,60) e Cosan ON (2,84%, a R$ 26,35). Na trajetória oposta, as principais quedas estavam com as ações CSN ON (-1,23%, a R$ 27,95), Cesp PNB (-1,41%, a R$ 28,49) e Usiminas PNA (-2,45%, a R$ 20,27). (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.