Tamanho do texto

Aumento da receita em 7% nos últimos dois anos influenciaria nova classificação

RIO - A cidade do Rio de Janeiro pode ter elevado seu rating no fim do ano, espera a secretária de Fazenda do município, Eduarda La Rocque. A agência de classificação de risco Moody's concedeu ao Rio o chamado grau de investimento em novembro do ano passado, com perspectiva positiva.

Nesses casos, a agência revê a nota dentro de 12 a 15 meses, pode melhorá-la. Segundo a chefe de gabinete da secretaria de Fazenda, Alessandra Souza, a agência poderá levar em conta o fato de o município ter elevado a receita real em 7% nos últimos dois anos.

Além disso, o processo de transparência a partir da instituição da Nota Carioca, que faz com que os estabelecimentos comerciais emitam nota fiscal eletrônica, também pode ser utilizado para o upgrade da nota de risco.

De acordo com Eduarda, o Rio reduziu sua dívida em R$ 2 bilhões a partir da reestruturação que diminuiu os juros pagos além do IGP-DI de 9% para 7,5% ano, e depois para 6%. Atualmente, a dívida do município é de R$ 8 bilhões.

"Espero até o final do ano conseguir o upgrade da Moody's", disse a secretária, em evento promovido pela Rio Negócios e pela secretaria de Fazenda para receber o presidente da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), Duncan Niederauer, no Palácio da Cidade, da Prefeitura do Rio de Janeiro.

(Juliana Ennes | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas