Tamanho do texto

Programa de emissão de letras financeiras do Banco Daycoval totaliza pouco mais de R$ 1 bilhão

A agência de classificação de risco Moody´s atribuiu nota "Aa1.br" ao programa de emissão de letras financeiras do Banco Daycoval, totalizando pouco mais de R$ 1 bilhão.

A mesma nota da escala nacional foi concedida à primeira emissão sob esse programa, no valor de R$ 200,1 milhões. Pela escala global, a Moody´s atribuiu nota preliminar de "Baa3" ao programa de dívida do Daycoval.

A perspectiva é estável, nos dois casos. As letras financeiras, que são uma espécie de debêntures das entidades reguladas pelo Banco Central (BC), foram criadas pelo governo no fim de 2009 como uma tentativa de tentar alongar as captações dos bancos.

Nesta semana, a RCI Brasil, financeira do grupo de montadoras Renault-Nissan, captou R$ 300 milhões por meio da emissão de letras financeiras. Essa operação marcou a estreia das emissões públicas desse instrumento.

Até então, as instituições vinham vendendo seus papéis apenas de forma privada.O instrumento foi criado pelo governo no fim de 2009 como uma tentativa de tentar alongar as captações dos bancos.

Hoje, esses papéis já somam um estoque de quase R$ 100 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).