Tamanho do texto

Fluxo cambial dos primeiros nove dias de março já chega quase ao registrado em fevereiro inteiro, de US$ 5,7 bilhões

selo

O fluxo cambial seguiu positivo na segunda semana de março, mas com ritmo menor que o observado nos dois primeiros dias do mês . Segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Banco Central, o País recebeu US$ 2,642 bilhões na segunda semana do mês, valor pouco maior que os US$ 2,466 bilhões registrados nos dois primeiros dias de março. Com isso, o mês registra entrada líquida de US$ 5,108 bilhões até a última sexta-feira, dia 9.

Leia também:
Dólar sobe no mundo e frente ao real, cotado a R$ 1,814
IOF de 6% passa a valer para empréstimo externo de até cinco anos

A maior mudança aconteceu no fluxo financeiro. Após a entrada de US$ 1,548 bilhão nos dois primeiros dias do mês, a mão do mercado mudou e a semana passada registrou saída líquida de US$ 49 milhões. O valor foi gerado pelas vendas que totalizaram US$ 7,642 bilhões e superaram as entradas de US$ 7,593 bilhões na semana passada.

Pela via financeira, estão somadas todas as transferências de recursos externos realizadas para compra e venda de ações e títulos de renda fixa, empréstimos, remessas de lucros e investimentos produtivos, entre outras. No mês até o dia 9, o fluxo financeiro segue positivo, com US$ 1,499 bilhão.

Na via comercial, a semana passada, por sua vez, registrou forte entrada de US$ 2,691 bilhões, maior que o ingresso de US$ 918 milhões da primeira semana de março. Na semana passada, foram registradas exportações de US$ 6,490 bilhões e saídas de US$ 3,799 bilhões para pagar importações. Com isso, o conta do comércio exterior registra entrada líquida de US$ 3,609 bilhões no mês até a última sexta.

Leia também: “OMC precisa criar dumping cambial”, diz Mantega

No acumulado de 2012 até 9 de março, o Brasil recebeu US$ 18,095 bilhões, sendo que US$ 10,585 bilhões ingressaram pela via financeira e US$ 7,510 bilhões pela via comercial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.