Tamanho do texto

Presidente do Banco Central manifestou-se a favor da manutenção das atuais políticas acomodatícias da autoridade monetária

Os índices de ações de Nova York precisaram de apenas uma sessão para apagar a perda registrada no acumulado da semana passada. O mercado foi estimulado pelos comentários do presidente do Federal Reserve Bank norte-americano, Ben Bernanke, ter manifestado apoio à manutenção das atuais políticas acomodatícias da autoridade monetária.

Leia também: Petrobras e cenário externo sustentam Bovespa em alta

O índice industrial Dow Jones fechou em alta de 160,90 pontos (1,23%), a 13.241,63 pontos. O índice Standard & Poor''s 500 avançou 19,40 pontos (1,39%), encerrando o pregão em 1.416, 51 pontos, o nível mais elevado desde maio de 2008. O Nasdaq, por sua vez, subiu 54,65 pontos (1,78%), terminando em 3.122 pontos.

As ações abriram em alta e foram acentuando os ganhos no decorrer da sessão, deixando para trás as perdas da semana passada. Antes do início dos negócios, Bernanke declarou que a política de juros extremamente baixos do Fed precisaria ser mantida para confrontar os problemas derivados da atual situação do mercado de trabalho nos EUA.

Leia também: Alemanha sustenta ganhos nos mercados da Europa

"O discurso de Bernanke reiterou que o Fed pode não fazer nada de imediato, mas também não está descartando possibilidades", avaliou Bill Stone, estrategista-chefe de investimento do PNC Asset Management Group.

Os ganhos foram liderados pelos papéis de farmacêuticas como Merck (1,72%) e Pfizer (1,56%), seguidos de perto pelas ações de tecnologia. Também tiveram bom desempenho os papéis da American Express (2,46%), do JP Morgan Chase (2,24%) e da United Technologies (2,08%). As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.