Tamanho do texto

SÃO PAULO - As principais bolsas europeias operam em queda nesta sexta-feira, acentuada após a divulgação dos números referentes ao mercado de trabalho dos Estados Unidos

. O anúncio, feito na manhã de hoje pelo governo americano, era esperado como uma relevante indicação do vigor da recuperação da economia daquele país, mas parece ter desapontado dos investidores. Em maio, a economia americana adicionou 54 mil postos de trabalho e a taxa de desemprego se situou em 9,1%, conforme o Departamento do Trabalho dos EUA. Segundo o levantamento, os ganhos de emprego continuaram em serviços de negócios e profissional, cuidados com saúde e mineração, enquanto os níveis de emprego em outras importantes indústrias do setor privado tiveram pequena alteração. Após o dado, em Londres, o FTSE-100 registrava desvalorização de 0,49%, aos 5.819,52 pontos, enquanto em Paris, o índice CAC-40 cedia 0,82%, para 3.858,05 pontos. Em Madri, o Ibex-35 operava em queda de 0,9%, aos 10.166,40 pontos. Já na bolsa de Milão, o FTSE-MIB caía 0,7%, para 20.553 pontos. Na bolsa de Frankfurt, que antes operava em alta com destaque para ações do Commerzbank AG, o índice DAX mudou de direção e passou a recuar 0,46%, aos 7.042,36 pontos. Na contra mão, as ações do setor bancário grego registraram alta significativa após informações de que um novo pacote de ajuda internacional para a Grécia está sendo estudado. Mais cedo, foi divulgado o índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de atividade do setor de serviços dos países que compõem a zona do euro, que recuou para 56 pontos em maio ante 56,7 pontos em abril, mostrou o instituto de pesquisas Markit Economics. (Ana Luísa Westphalen | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.