Tamanho do texto

Uma pessoa que tivesse usado, em 2002, o dinheiro da casa própria para comprar ações da Apple teria hoje R$ 17,6 milhões

Ações da Apple foram um dos melhores investimentos nos últimos dez anos
Getty Images
Ações da Apple foram um dos melhores investimentos nos últimos dez anos
Se, em 2002, um cidadão nos Estados Unidos decidisse investir o dinheiro poupado para aquisição da casa própria em ações da Apple, essa teria sido a decisão mais feliz da sua vida.

Uma casa custava em média US$ 228 mil (cerca de R$ 400 mil pelo câmbio atual) nos Estados Unidos há dez anos. Se esse dinheiro fosse usado para comprar ações da Apple, esse investidor teria hoje em sua conta bancária quase US$ 10 milhões (R$ 17,6 milhões). E a mesma casa valeria hoje no mercado americano apenas US$ 280 mil (R$ 492 mil).

Leia também:

Próximo iPad pode se chamar iPad HD

Valor da Apple bate novo recorde

O cálculo foi feito pelo cofundador da TradeMonster, Jon Najarian, que listou ativos comuns adquiridos pelas pessoas ao longo da vida, como uma casa, e converteu-os pelo preço das ações da Apple, segundo o site CBNC.

Em 2002, com o dinheiro necessário para comprar uma casa média seria possível comprar 18,7 mil ações da Apple, que custavam US$ 12,19 cada naquela época.

Leia mais

Apple é eleita empresa mais admirada do mundo, segundo Fortune

“Esse exercício extremo não foi feito para mostrar às pessoas o quanto elas foram burras, mas para ilustrar como as pessoas colocam muito dinheiro para ter uma casa própria quando talvez fosse mais vantajoso diversificar os investimentos em diferentes ativos”, afirmou Najarian.

“Nesse momento, nós deveríamos estar nos perguntando sobre qual será o ativo mais inflacionado na próxima década? E quanto dinheiro deveríamos investir nesse ativo”, disse Najarian, “Se, nos últimos dez anos, esses ativos foram as ações da Apple e o ouro, não seria agora a vez do Facebook?”, acrescentou.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.