Tamanho do texto

Na eventualidade de a crise na Europa se agravar, ainda assim a indústria de petróleo tende a ser menos afetada

selo

A solidez dos fundamentos do mercado de petróleo, associada aos preços atrativos das ações de petrolíferas brasileiras, sustenta um ambiente favorável para investimentos nas ações de óleo e gás ao longo deste ano. A despeito dos temores acerca da crise na Europa, as ações de OGX, Petrobrás, QGEP e HRT apresentam grande potencial de valorização, segundo analistas ouvidos pela Agência Estado.

“Em 2011, vimos um melhor desempenho dos papéis defensivos. Mas neste ano, com a possibilidade de a situação (mundial) melhorar, acredito que os investidores retomarão o apetite por risco e as commodities tendem a crescer”, diz o analista da SLW Corretora, Erick Scott.

Na eventualidade de a crise na Europa se agravar, ainda assim a indústria de petróleo tende a ser menos afetada, pondera o analista de energia da Ativa Corretora, Ricardo Correa. Isso porque o consumo mundial da commodity tem se mostrado extremamente sólido, na visão do analista. “Além disso, vemos que qualquer plano de estabilização (da economia) passa por estímulo ao consumo”, reforça.

A crise também é hoje a maior ameaça aos preços do petróleo, em contraposição à possibilidade de alta originada pelo agravamento das relações entre Ocidente e Irã. “Podemos ter um rali de curto prazo, até que os preços venham a se ajustar novamente”, explica Scott.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas