Tamanho do texto

Mesmo depois de rebaixamento de rating, mercado continua confiando no país europeu

selo

O chefe da estatal Agência do Tesouro da França, Philippe Mills, afirmou que os investidores ainda confiam na dívida do país, mesmo após ela ter sido rebaixada de AAA para AA+ pela agência de classificação de risco Standard & Poor's, informou o jornal Le Figaro hoje. Mills disse que alguns investidores ainda consideram a França confiável, enquanto outros levam em conta a maior recomendação que o país recebe de qualquer uma das três maiores agências de rating, segundo o jornal.

O chefe da agência que monitora a dívida francesa acrescentou que alguns investidores haviam antecipado o rebaixamento, segundo Le Figaro. O governo francês vendeu 18 bilhões de euros em bônus de longo e curto prazos na semana passada, após o rebaixamento, pagando juros em baixas históricas, notou Mills.

Os custos de financiamento da dívida podem ser menores que o esperado, pois o yield (retorno ao investidor) do bônus de 10 anos da França atualmente está em 3,11%, bem menor que a média estimada pelo governo para o ano, de 3,70%, segundo o jornal. Funcionários do Ministério das Finanças não estavam disponíveis para comentar o assunto. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.