Tamanho do texto

No entanto, mais quedas são esperadas conforme preocupações com o crescimento e com a crise fiscal da zona do euro

O principal índice das ações europeias fechou praticamente estável nesta terça-feira, após cair por quatro sessões consecutivas. No entanto, mais quedas são esperadas conforme preocupações com o crescimento e com a crise de dívida em países periféricos da zona do euro continuam pesando sobre o sentimento.

O FTSEurofirst 300 teve variação positiva de 0,01%, aos 1.105 pontos, depois de acumular perdas de 3,3% nos últimos quatro pregões, em meio à espera do mercado por um segundo pacote de resgate à Grécia.

"Os mercados de ações podem facilmente experimentar outra queda de 10% a partir do ponto em que estamos, e essa seria minha oportunidade de compra. A questão de dívida soberana ainda não foi resolvida pelos políticos. Tudo que estamos estamos fazendo com esses resgates é adiar o inevitável", disse David Coombs, gestor de fundos do Rathbone Brothers, que gerencia 15,2 bilhões de libras.

As mineradoras tiveram a principal influência positiva sobre o índice, amparadas pela alta nos preços dos metais conforme o dólar atingia a mínima em um mês contra uma cesta de divisas. O índice STOXX Europe 600 de matérias-primas fechou em alta de 0,8%.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com variação positiva de 0,03%, a 5.864 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,26%, para 7.103 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,22%, a 3.871 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,24%, para 20.574 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou leve alta de 0,1%, a 10.168 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 apurou oscilação negativa de 0,06%, para 7.516 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.