Tamanho do texto

Queda foi influenciada por especulações de que a Alemanha possa proibir vendas a descoberto

Em outra sessão marcada pela volatilidade, o principal índice das ações europeias fechou em território negativo nesta quinta-feira, com o mercado abatido por especulações de que a Alemanha possa proibir vendas a descoberto.

O FTSEurofirst 300 recuou 1,3%, para 925 pontos, após subir nas três sessões anteriores. O alemão DAX caiu mais forte, 1,7%.

Embora um porta-voz do regulador de mercado alemão tenha dito não ter conhecimento de qualquer plano nesse sentido, o principal índice acionário do país puxou a queda do mercado europeu, com um volume acima do normal.

França, Itália e Espanha anunciaram no início desta tarde a prorrogação das vendas a descoberto. A Bélgica afirmou que vai avaliar o fim da proibição quando as condições de mercado permitirem.

Rumores de uma proibição de vendas a descoberto na Alemanha levaram alguns investidores a vender futuros antes de qualquer possível anúncio, disse o chefe de operações da Westhouse Securities, Martin Dobson.

"Porque, uma vez que isso for implementado, você não pode mais ficar vendido em futuros de DAX, o que explica o desempenho ruim do DAX", acrescenou.

Seguradoras britânicas estiveram entre as mais golpeadas do dia, incluindo Admiral Group, que cedeu 5,47%.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,44%, a 5.131 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,71%, para 5.584 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,65%, a 3.119 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,25%, para 14.944 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 0,84%, a 8.299 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 0,9%, para 6.071 pontos.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.