Tamanho do texto

SÃO PAULO - A queda das bolsas internacionais continua a impulsionar um movimento vendedor no mercado brasileiro, nesta terça-feira

. O aumento das taxas de juro na China e a divulgação de resultados trimestrais de empresas de peso nos Estados Unidos seguem no foco dos investidores. Pouco antes das 15h, o Ibovespa cedia 1,60%, aos 70.590 pontos, com total negociado de R$ 3,881 bilhões. Nos Estados Unidos, as bolsas também recuam desde o início da jornada. Minutos atrás, o índice Dow Jones cedia 1,00%, o S&P 500 perdia 0,92% e o Nasdaq caía 1,04%. A elevação dos juros na China está levando à queda das commodities, o que tem forte peso sobre o desempenho dos papéis mais relevantes sobre o Ibovespa. Há pouco, as ações Vale PNA recuavam 1,16%, a R$ 48,53, enquanto Petrobras PN cedia 1,85%, a R$ 25,91, e OGX Petróleo ON tinha baixa de 3,97%, a R$ 21,99. As principais quedas do índice pertenciam aos papéis Sabesp ON (-4,55%, a R$ 39,84), Cyrela Realty ON (-4,70%, a R$ 23,92) e às units da ALL (-4,95%, a R$ 17,06). A ALL apresentou lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização consolidado (Ebitda, na sigla em inglês) de R$ 368,8 milhões no terceiro trimestre, excedendo em 8,1% os R$ 341,2 milhões somados em período correspondente de 2009. Os dados são preliminares. Além disso, as ações ON da BM&FBovespa tinham perda de 1,92%, a R$ 14,23, depois de terem recuado 3,5% na primeira etapa dos negócios. Em teleconferência para investidores, executivos da instituição afirmaram que a elevação da alíquota do IOF sobre os investimentos estrangeiros em renda fixa e nas operações com derivativos na BM&FBovespa não deve gerar grande impacto nos negócios da bolsa brasileira. Segundo os executivos, as medidas anunciadas ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, em prol do aumento das restrições à entrada de capital estrangeiro no Brasil, terão maior efeito sobre o câmbio. Entre as poucas altas do Ibovespa figuravam as units do Santander Brasil (1,67%, a R$ 24,94), os papéis PN da Brasil Telecom (0,57%, a R$ 12,27) e as ações ON da Embraer (0,52%, a R$ 11,47). Fora do Ibovespa, as ações ON da BR Malls Participações caíam 3,16%, a R$ 15,29. A empresa reportou R$ 3,1 bilhões em volume de vendas consolidado dos lojistas de seus shoppings no terceiro trimestre, o que implica em expansão de 19,7% perante igual intervalo de 2009. Considerando o critério "mesmas lojas", o avanço nas vendas foi de 16,6%, o mais expressivo na história da administradora de shoppings centers. Por esse mesmo padrão, a BR Malls acusou elevação de 10,1% nos aluguéis. No front cambial, a moeda americana segue valorizada em relação às principais divisas mundiais, inclusive a brasileira. Há instantes, o dólar comercial subia 1,38%, para R$ 1,689 na venda. O Banco Central já realizou leilão de compra de dólar, em que a taxa de corte ficou em R$ 1,6958. (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.