Tamanho do texto

As estimativas são de que o país terá de honrar dívidas de 39,7 bilhões de euros de abril a dezembro

A Grécia provavelmente vai utilizar em 2010 mais recursos do pacote de empréstimos de 110 bilhões de euros oferecido pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para amortizar as dívidas. A informação foi dada hoje pelo Ministério de Finanças do país.

"Nos nove meses de abril a dezembro, o governo grego possui dívidas estimadas em 39,7 bilhões de euros", afirmou o ministério em comunicado. "Como recorrer aos mercados de bônus não é aconselhável, os acordos de empréstimos com a União Europeia e o FMI devem cobrir as necessidades remanescentes de empréstimos do país", acrescentou.

Nesta semana, a Grécia amortizou 9 bilhões de euros em dívidas, graças a uma transferência de 14,5 bilhões de euros dos países europeus, um dia antes do prazo de vencimento da dívida. Anteriormente, os gregos já haviam recebido 5,5 bilhões de euros do FMI. Todos os recursos fazem parte do pacote formulado para evitar a falência da Grécia.

Em abril, Atenas captou mais 9,8 bilhões de euros em bônus, antes de a redução nos ratings (classificação de risco) da dívida do país elevar os custos dos empréstimos, afirmou o Ministério. A liberação de recursos adicionais pela União Europeia e pelo FMI dependerá da implementação de um programa de austeridade fiscal pelo governo da Grécia, que tem como objetivo reduzir o déficit orçamentário em mais de 10 pontos porcentuais até 2014. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.