Tamanho do texto

Fatia do capital votante nas mãos do governo salta de 57,5% para 63,6%

selo

Ao final da oferta pública de ações da Petrobras, a participação do governo na estatal petrolífera aumentou de 39,8% para 48,32%, conforme dados da empresa sobre a composição do capital social no fim da distribuição de ações. Os números, divulgados nesta segunda-feira, já levam em conta as ações do lote suplementar.

Dentro dessa fatia de 48,32% estão a União, que passa de 32,1% antes da oferta para 31,10% do capital social; o BNDESPar, que aumenta de 7,7% para 11,61% sua participação; o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que aparece com 1,72%; e o Fundo Soberano do Brasil (FSB), que passa a deter 3,88%.

Em relação ao capital votante da estatal de petróleo, a quantidade de ações ordinárias nas mãos do governo passa de 57,50% para 63,60%, sendo que a União fica com 53,63% das ações ordinárias; o BNDESPar, com 2,33%; o BNDES, com 3,02%, e o FSB, com 4,62%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.