Tamanho do texto

BRASÍLIA - O Banco Central (BC) informou que em junho, até o dia 3, o fluxo cambial estava positivo em US$ 261 milhões, acumulando saldo de US$ 42,650 bilhões desde janeiro

BRASÍLIA - O Banco Central (BC) informou que em junho, até o dia 3, o fluxo cambial estava positivo em US$ 261 milhões, acumulando saldo de US$ 42,650 bilhões desde janeiro. As compras da autoridade monetária no mercado interno à vista somaram US$ 913 milhões nos três primeiros dias de junho. As operações cambiais no mercado financeiro acusavam ingressos líquidos de US$ 449 milhões, enquanto nas transações de comércio exterior as importações superavam as exportações em US$ 189 milhões. Assim, nos três primeiros dias úteis de junho, os contratos de exportação atingiam US$ 2,154 bilhões, perante US$ 2,342 bilhões em importações. As captações nas diversas modalidades, no exterior, totalizavam no período US$ 5,056 bilhões. E as remessas em pagamento de compromissos internacionais (dívidas, lucros e dividendos, etc) estavam em US$ 4,607 bilhões, segundo o BC. O saldo cambial acumulado de janeiro a 3 de junho, de US$ 42,65 bilhões, equivale a quase seis vezes o saldo do mesmo período de 2010, que ficou em US$ 7,376 bilhões. Com as intervenções da autoridade monetária no mercado pronto, também até 3 de junho, as reservas internacionais subiram a US$ 334,614 bilhões. Ao fim de abril estavam em US$ 333,017 bilhões. O BC informou que a variação integral das reservas, nesse mesmo período, foi de US$ 1,597 bilhão. Além das intervenções, somaram-se US$ 684 milhões em outros ingressos. (Azelma Rodrigues | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.