Tamanho do texto

Reuniões são normais para empresas prestes a entrar na bolsa; rede prepara a maior abertura de capital do Vale do Silício

O Facebook deu mais um passo em direção à oferta pública inicial de ações e chamou analistas de bancos de Wall Street para discutir na semana que vem detalhes do IPO, na sede de Menlo Park, antes de começar as apresentações aos investidores.

Veja como participar da oferta do Facebook, que pode ser a maior do ano

A maior rede social do mundo, a caminho do maior IPO que o Vale do Silício já teve, não dará novas informações na reunião com analistas. Em vez isso, mostrará a estratégia, responderá a perguntas sobre as operações da companhia e ajudará os analistas com as finanças do site, disseram duas fontes à Reuters sob a condição de anonimato, pois a reunião tem acesso restrito.

Classificadas como "encontros de due diligence", essas reuniões pré-roadshow são normais para empresas que estão para estrear em bolsa. Não está claro quantos analistas foram convidados. Uma fonte disse que devem comparecer representantes de 5 a 10 dos maiores bancos que estão subscrevendo o IPO.

Leia também:
O Facebook quer lhe oferecer algo recusável
Facebook contrata Deutsche Bank e outros dois bancos para seu IPO

Uma segunda fonte informou que analistas da maioria dos bancos que estão ajudando a subscrever a oferta foram convidados para a reunião, marcada para a segunda-feira. As fontes não deram mais detalhes por causa das condições da reunião.

O Facebook apresentou uma lista de 31 bancos como subscritores do IPO, em documentação atualizada apresentada às autoridades regulatórias em 7 de março. Um porta-voz da companhia se recusou a comentar o assunto.

Leia também: Califórnia se prepara para a chegada dos milionários do Facebook

Fundado por Mark Zuckerberg no dormitório da Universidade de Harvard, o Facebook é a maior rede social do mundo, com mais de 845 milhões de usuários. O plano é levantar US$ 5 bilhões em um IPO que deve avaliar a companhia em US$ 75 bilhões a US$ 100 bilhões.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.