Tamanho do texto

Crescimento econômico menor na zona do euro no segundo trimestre acentuaram as preocupações com problemas fiscais no bloco

selo

O euro reverteu os ganhos obtidos durante a sessão asiática depois que indicadores econômicos mais fracos do que o esperado fizeram os investidores reduzirem a exposição à moeda antes da reunião entre a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente da França, Nicolas Sarkozy.

O franco suíço opera relativamente estável diante do euro e do dólar, à espera de algum anúncio do Banco Nacional da Suíça (SNB, na sigla em inglês) sobre medidas para conter a valorização da moeda.

Dados que mostraram crescimento econômico menor do que o esperado na Alemanha e na zona do euro no segundo trimestre deste ano acentuaram as preocupações sobre a capacidade da zona do euro de encontrar uma solução para seus problemas fiscais.

Agora todos os olhos se voltarão para a entrevista à imprensa que deverá ser concedida por Merkel e Sarkozy às 13h30 (de Brasília), em seguida a uma reunião na qual espera-se que eles discutam a recente turbulência econômica na zona do euro e uma integração fiscal mais forte entre os países do bloco.

Sebastien Galy, estrategista de câmbio do Société Générale, afirmou que as expectativas para a reunião não estão exageradas e já começaram a se enfraquecer. E um operador comentou que a reunião, assim como a posição do SNB, são "altamente tendentes a uma decepção".

Às 8h40 (de Brasília), o euro caía para US$ 1,4368, de US$ 1,4445 no fim da tarde de ontem, e para 110,19 ienes, de 111,00 ienes ontem. O dólar recuava para 76,71 ienes, de 76,85 ienes, e para 0,7776 franco suíço, de 0,7844 franco suíço. A libra declinava para US$ 1,6372, de US$ 1,6391 ontem.

O índice do dólar operava a 74,139, de 74,607 ontem. As informações são da Dow Jones.