Tamanho do texto

Estimativa do Morgan Stanley para o PIB da zona do euro foi reduzida para 1,7% neste ano ante 2% da previsão anterior

selo

O Morgan Stanley informou que revisou suas previsões para o crescimento dos EUA e da zona do euro e disse que os novos cálculos indicam que as duas regiões estão se aproximando perigosamente de uma recessão.

"As principais razões para a redução nas projeções, além dos indicadores econômicos decepcionantes, são recentes erros políticos nos EUA e na Europa somados à perspectiva de mais aperto fiscal em 2012", disse o banco.

A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro foi cortada para 1,7% neste ano e 0,5% em 2012. Anteriormente, as projeções do banco eram de expansão de 2,0% e 1,2%, respectivamente.

Segundo o Morgan, há "um risco substancial de recessão total" na zona do euro. Diante do cenário de crescimento fraco, financiamento nos mercados mais difícil para os bancos e medidas de austeridade adicionais, o Morgan não acredita mais que o Banco Central Europeu (BCE) vai aumentar as taxas de juros, mas, em vez disso, vai cortá-las no próximo ano.

O Morgan também reduziu a projeção para o crescimento global de 4,2% para 3,9% em 2011 e de 4,5% para 3,8% em 2012. As economias desenvolvidas deverão crescer em média 1,5% neste ano e no próximo, em vez de 1,9% e 2,4%, respectivamente, como previsto antes.

Os mercados emergentes não ficaram imunes e o Morgan prevê uma desaceleração no crescimento desses países de 7,8% em 2010 para 6,4% neste ano, em comparação com a estimativa anterior de 6,6% neste ano. As informações são da Dow Jones.