Tamanho do texto

Fundos de ações e bônus emergentes receberam juntos 3,4 bilhões de dólares, ante 5,8 bilhões na semana anterior, diz EPFR

Os ingressos de capital em fundos de países emergentes desaceleraram consideravelmente na quarta semana de outubro, com os investidores esperando a reunião de dois dias do Federal Reserve, que começa na terça-feira.

O banco central dos Estados Unidos pode lançar uma nova rodada de compra de ativos para estimular a economia nacional.

A EPFR, que monitora os ativos globais, disse que os fundos de ações e bônus emergentes receberam juntos 3,4 bilhões de dólares, menos que os 5,8 bilhões da semana anterior.

Os fluxos com direção a fundos de commodities também diminuíram, com a especulação de que o segundo programa de estímulo do Fed tenha um ritmo mais lento de implementação, disse a EPFR.

A maioria dos economistas ouvidos pela Reuters espera que, com o novo programa, o Fed compre entre 80 bilhões e 100 bilhões de dólares em ativos por mês. Mas as estimativas sobre a duração das medidas e o total que será gasto pelo Fed variam bastante, de 250 bilhões até 2 trilhões de dólares.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.