Tamanho do texto

Índice Dow Jones chegou na maior pontuação desde 2007, o índice S&P 500 encerrou pregão no maior nível desde junho de 2008

selo

As bolsas americanas subiram em resposta às notícias encorajadoras sobre as vendas domésticas no varejo dos Estados Unidos e ao otimismo entre as pequenas empresas locais, o que empurrou as ações para acima dos patamares que os índices vinham testando há semanas. O índice Dow Jones encerrou 1,68%, aos 13,177.68 pontos, o quinto pregão consecutivo de alta. Nesta terça-feira, o Dow Jones atingiu a maior pontuação desde 2007.

Leia também:
Bolsas europeias encerram terça-feira em alta

Já o índice S&P 500 encerrou o dia em alta de de 1,81%, a 1,395.96 pontos, atingindo o maior nível desde junho de 2008. Na mesma direção, o Nasdaq Composite fechou o pregão com ganho de 1,88%, a 3,039.88 pontos, posicionado acima dos 3 mil pontos pela primeira vez em mais de uma década.

Os ganhos das bolsas aceleraram após a decisão do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve de não adotar nenhuma nova medida de estímulo e oferecer poucas indicações sobre o potencial para uma nova rodada de estímulo monetário. O Fed reconheceu as melhoras no mercado de trabalho, mas alertou para a manutenção dos riscos à economia e a inflação poderá subir temporariamente devido à alta recente nos preços do petróleo e da gasolina.

"Acho que o comunicado do Fed foi um não evento. A economia está melhorando e o Fed não está precisando necessariamente fazer nada", disse o diretor de estratégia de investimentos da Glenmede, Jason Pride. "A questão aqui é que os números da economia estão melhorando", destacou. Mais cedo, o Departamento do Comércio informou que as vendas no varejo cresceram em fevereiro no ritmo mais rápido dos últimos cinco meses. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.