Tamanho do texto

Índice fechou o pregão em 12.965 mil pontos, com alta de 0,12%, após superar barreira psicólogica pela primeira vez desde quebra do Lehman Brothers, em 2008

Corretor no pregão da New York Stock Exchange no dia 21 de fevereiro: Dow Jones supera a barreira psicológica de 13 mil pontos pela primeira desde 2008
Getty Images
Corretor no pregão da New York Stock Exchange no dia 21 de fevereiro: Dow Jones supera a barreira psicológica de 13 mil pontos pela primeira desde 2008
O índice Dow Jones Industrial, principal referência do mercado de Wall Street, superou na manhã de terça-feira a barreira simbólica dos 13 mil pontos pela primeira vez desde maio de 2008, impulsionado pela tão aguardada aprovação do segundo pacote de resgate financeiro à Grécia.

O índice de ações americano, contudo, encerrou o dia em 12.965 mil pontos, com uma valorização de 0,12%.

Leia também: Dow Jones acima de 13 mil pontos atrai investidores para bolsas

Cerca de duas horas depois do início do pregão na Bolsa de Nova York, o índice registrava alta de 0,39% (50,82 pontos), atingindo o patamar de 13.000,69 pontos. Essa bareiira psicológica não era superada desde 20 de maio de 2008, antes da queda do banco Lehman Brothers, que deu início à crise financeira internacional e desencadeou a recessão mais profunda e prolongada nos Estados Unidos desde a Grande Depressão dos anos 1930.

Leia também: Grécia obtém o maior perdão de dívida da história financeira mundial

O Dow Jones, que agrupa 30 das maiores empresas cotadas nas bolsas americanas, superou 13 mil pontos depois que a zona do euro aprovou segundo socorro à Grécia de 130 bilhões de euros.

Após mais de 13 horas de intensas negociações, a zona do euro conseguiu chegar a um acordo com o qual se busca diminuir a dívida grega dos atuais 160% do Produto Interno Bruto (PIB) para 120,5% em 2020, cinco décimos acima do que estava previsto.

Desde os primeiros minutos de operações em Wall Street, os investidores foram às compras, o que levou o Dow Jones a bater os 13 mil pontos, mas tiveram de passar duas horas desde a abertura dos mercados para que esse índice alcançasse finalmente esse patamar. Além das novidades procedentes da Europa, os investidores se viram impulsionados também pela divulgação de alguns resultados empresariais melhores que o previsto nos Estados Unidos, como os oferecidos pela Home Depot, cujas ações subiam 1,52%.

Leia mais sobre a crise mundial:

Acompanhe no iG todas as notícias sobre a crise econômica mundial