Tamanho do texto

Por volta de 12h55, a moeda americana caía 0,49%, a R$ 1,79, depois de subir até R$ 1,82 nesta terça

Após sustentar alta durante a manhã, o dólar inverteu a tendência e, agora, opera em queda. Por volta de 12h55, a moeda americana caía 0,49%, a R$ 1,79, depois de subir até R$ 1,82 nesta terça. Já nos contratos futuros, o dólar continuava subindo 0,41%, a R$ 1,814. O preço à vista cai mais do que o futuro em função de um descolamento de preço no fim do pregão de ontem. No câmbio externo, no entanto, o dólar ainda sobe ante o euro e outras moedas de países desenvolvidos.

A moeda americana iniciou os negócios ainda sob o efeito da ampliação do Imposto de Operações Financeiras (IOF) de 6% para empréstimos externos com prazo de até cinco anos, na segunda-feira. No entanto, o cenário externo otimista acabou pesando sobre as negociações do dólar, fazendo com que a moeda voltasse a operar em baixa, apesar dos esforços do governo.

Leia : Bolsas sobem por dados dos EUA e Europa

No entanto, a movimentação parece bem alinhada com o que acontece com outras moedas emergentes, como o dólar canadense e o peso mexicano, que também passaram a subir ante o dólar. A compra de moeda americana ganhou respaldo no bom desempenho das vendas no varejo dos Estados Unidos em fevereiro.

A reunião do Federal Reserve (Fed, banco central americano), na tarde de hoje, pode ser um evento crucial para a moeda americana. Se o Fed reforçar a ideia de que novas medidas de estímulo não são necessárias agora, fica reforçado o viés de alta do dólar e de queda do euro.

Mais : Varejo dos EUA cresce 1,1% em fevereiro, maior alta em cinco meses

Há pouco, o Dollar Index, que mede o desempenho da divisa americana ante uma cesta de moedas, subia 0,25%, a 80,04 pontos, enquanto o euro recuava 0,44%, a US$ 1,309.

(com Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.