Tamanho do texto

Moeda norte-americana atingiu máxima de R$ 1,791 nesta sexta-feira

A demanda por moeda americana segue avançando e o dólar testa novas máximas na sessão desta sexta-feira, cada vez mais próximo da linha de R$ 1,80. Por volta das 14h05 o dólar comercial mostrava valorização de 1,43%, a R$ 1,787 na venda. Na máxima, a moeda americana foi a R$ 1,791.

Leia também: Bovespa opera em alta com Grécia e EUA

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar com entrega para abril subia 1,35%, a R$ 1,795, depois de ser negociado a R$ 1,8005. No câmbio externo, o euro acentua queda ante o dólar. A moeda comum perde fôlego, mesmo com a Grécia atingindo o percentual necessário de adesão para levar adiante o programa de reestruturação da dívida.

O que causa certa incerteza é que ainda assim o país vai lançar mão de medidas coercivas para gerar essa reestruturação "voluntária". Além disso, os dados melhores sobre a economia americana servem de respaldo ao dólar, ao mesmo tempo em que diminuem a expectativa de que o Federal Reserve (Fed), banco central americano, terá de tomar novas medidas de estímulos.

Há pouco, a moeda comum apontava queda de 1,27%, a US$ 1,31. Já o Dollar Index, que mede o desempenho da divisa americana ante uma cesta de moedas, apontava valorização de 1,04%, a 79,99 pontos. A movimentação no mercado de moedas é distinta da registrada nas bolsas, onde a demanda por ativos de risco segue firme. Em Wall Street, o Dow Jones mostrava alta de 0,28%. Já o Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), ganhava 0,48%, a 67.229 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.