Tamanho do texto

Moeda subiu 0,94%, acompanhando o aumento da aversão ao risco; alerta da Moody's sobre a Itália pesou sobre o humor do mercado

selo

O dólar comercial retomou hoje o nível de R$ 1,60 pela primeira vez na semana. A moeda norte-americana encerrou o dia cotada a R$ 1,604 no mercado interbancário de câmbio, com valorização de 0,94%, seguindo a piora do mercado externo. O dólar acelerou a alta na última hora de negócios, quando os índices das bolsas norte-americanas aprofundaram as quedas. Na máxima verificada no dia, o dólar chegou a valer R$ 1,605. Na semana, a moeda acumula variação positiva de 0,43%. No mês, acumula alta de 1,58%, mas no ano, a desvalorização é de 3,61%.

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista subiu 0,79%, cotado a R$ 1,602. O euro comercial teve perda de 0,48% e vale R$ 2,272.

O medo de contágio na Europa voltou a afligir os investidores nesta sexta-feira, ponte entre o feriado doméstico e o final de semana, e manteve o dólar valorizado ante o real, mas em meio a um giro financeiro mais fraco. Muitos operadores trabalharam em esquema de plantão.

O principal motivo de preocupação hoje para os investidores é a Itália, após um relatório da agência de classificação de risco Moody's, divulgado ontem, ter colocado os ratings (notas de classificação de risco) de 16 bancos italianos em revisão para possível rebaixamento . Além do inesperado alerta da Moody's, circulam no mercado rumores de que os bancos italianos não serão aprovados nos testes de estresse que estão sendo feitos na Europa. As ações do setor bancário registraram fortes quedas, pressionando as bolsas da região, e deixando sem defesas o euro.

Assim, o noticiário mais reconfortante sobre a Grécia ficou em segundo plano hoje. O governo grego chegou ontem a um acordo com a União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre um plano de austeridade de cinco anos, que possibilitará que o país receba um segundo empréstimo de emergência.

O Banco Central (BC) comprou dólar em leilão realizado no meio da tarde no mercado à vista com taxa de corte de R$ 1,601.

Câmbio turismo

O dólar turismo encerrou o dia estável, a R$ 1,687 na venda e R$ 1,543 na compra. O euro turismo teve perda de 0,13% no dia, cotado a R$ 2,397 na venda e R$ 2,24 na compra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.