Tamanho do texto

Moeda norte-americana encerrou seu terceiro pregão seguido em alta e segue no patamar do R$ 1,82

O dólar comercial completou o terceiro pregão seguido de alta e retomou a linha de R$ 1,82, perdida no começo de janeiro. Dados apontam que o dólar comercial fechou com alta de 0,12%, negociado a R$ 1,821 na venda.

Leia também: Sem notícias relevantes, Bovespa cai e tem volume fraco

Agentes de câmbio avaliam que a moeda tende a oscilar ao redor de R$ 1,81, ora pouco acima ora abaixo. Isso porque continua pesando nas decisões de negócios a trajetória para o câmbio pretendida e defendida pela equipe econômica. A incerteza em relação às novas medidas sustenta certa cautela.

Os dados sobre fluxo cambial no mês até o dia 16 não mexeram com a formação de preço do dólar. Mas mostraram que houve ingressos de US$ 514 milhões no País entre os dias 12 e 16 últimos, elevando o saldo positivo acumulado em março para US$ 5,622 bilhões - dos quais US$ 561 milhões ingressaram pelo segmento financeiro e US$ 5,061 bilhões, pela via comercial. Na semana passada, a conta comercial registrou a entrada líquida de US$ 1,452 bilhão e o fluxo financeiro registrou saída líquida de US$ 938 milhões. Nessa cifra, são somadas transferências de dólares para compra e venda de ações e títulos de renda fixa, empréstimos, remessas de lucros e investimentos produtivos, entre outras transações.

No exterior, o presidente do Federal Reserve (Fed) disse em uma audiência no Congresso que o Fed não tem planos de adotar um papel ativo nos mercados de dívida soberana além das reservas internacionais que tradicionalmente possui. Isso ajudou a amparar o dólar, que sobe levemente no mercado de moedas. Em Nova York, ás 17h11, o euro estava em US$ 1,3210, de US$ 1,3296 ontem.

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar para abril mostrava valorização de 0,24%, a R$ 1,825, antes do ajuste final. No câmbio externo, o Dollar Index, que mede o desempenho da divisa americana ante uma cesta de moedas, subia 0,02%, a 79,63 pontos. Enquanto o euro perdia 0,13%, a US$ 1,320.

* Com Valor e AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.