Tamanho do texto

O dólar comercial iniciou o mês de setembro rompendo o piso informal de R$ 1,75 ao fechar cotado a R$ 1,747 com queda de 0,51% no mercado interbancário de câmbio

selo

O dólar comercial iniciou o mês de setembro rompendo o piso informal de R$ 1,75 ao fechar cotado a R$ 1,747 com queda de 0,51% no mercado interbancário de câmbio. No mês, a divisa acumula queda de 0,51% e no ano, sobe 0,23%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista caiu 0,51% e fechou o pregão desta quarta-feira a R$ 1,7468. O euro comercial subiu 0,40% para R$ 2,235.

Especialistas do mercado doméstico de câmbio consideram, no entanto, que ainda é cedo para decretar o fim do piso informal de R$ 1,75, porque o recuo apoiou-se no bom humor do mercado no exterior e não há garantias de que tal ânimo vai persistir. Outra razão é que os resultados da balança comercial e fluxo cambial divulgados hoje mostraram o enfraquecimento do comércio exterior e apontaram para a necessidade de eventuais medidas para evitar piora ainda maior no setor.

Além disso, o dólar também foi debilitado pela previsão de aumento de fluxo com a realização da capitalização da Petrobras ainda este mês. O mercado operou na expectativa da divulgação no fim da tarde do preço do barril de petróleo que será utilizado na cessão onerosa, após reuniões previstas do CNPE e do Conselho de Administração da estatal. O preço vai definir o valor da capitalização e permitir projeções sobre o volume de recursos estrangeiros na oferta.

No leilão realizado por volta das 12h15, o Banco Central comprou dólares no mercado à vista com taxa de corte das propostas de R$ 1,7407.

Em meio ao otimismo das bolsas de valores deflagrado pelo bom resultado de índices de atividade industrial na China e nos EUA, o dólar também recuou ante as principais moedas.

No exterior, a moeda americana caiu ante o euro e subiu na comparação com o iene. Às 16h40 (de Brasília), no mercado de Nova York, o dólar era cotado por 84,44 ienes, ante 83,83 ienes ontem, no fim da tarde. No mesmo horário, o euro valia US$ 1,2803, ante US$ 1,2673 ontem.

Câmbio turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar fechou em queda de 0,54% e foi negociado em média à R$ 1,85 na ponta de venda e a R$ 1,713 na compra. O euro turismo registrou ganho de 0,13% a R$ 2,36 (venda) e R$ 2,18 (compra).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.