Tamanho do texto

Governo já prepara novas medidas para limitar movimentação de exportadores

SÃO PAULO - O dólar opera em leve queda na manhã desta quarta-feira, após ter apresentado a maior variação percentual diária de 2012 na última sessão, quando subiu 1,55%. Por volta de 9h25, o dólar comercial alternava entre estabilidade e ligeiro recuo, operando em queda de 0,05%, a R$ 1,761 na compra e R$ 1,763 na venda.

Os contratos futuros para abril mostravam movimento contrário, com alta de 0,22% a R$ 1,774. Matéria de Claudia Safatle publicada na edição de hoje do Valor diz que o governo já prepara medidas mais fortes de controle do movimento de capitais. O foco de estudos seriam os exportadores, que estariam contratando linhas específicas para a exportação.

Outro alvo seriam os empréstimos intercompanhias. Na terça-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o governo tem um "arsenal infinito" de medidas para conter uma desvalorização excessiva do real. Nos mercados externos, o clima era de menor aversão a ativos de risco, após uma terça-feira dominada pelo pessimismo. O euro operava em ligeira alta de 0,15%, cotado a US$ 1,313, enquanto o Dolar Index, que mede o desempenho da moeda americana ante seis outras divisas, cedia 0,09%, a 79,73 pontos.

(Filipe Pacheco | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.