Tamanho do texto

SÃO PAULO - Acompanhando o sinal externo, as ordens de venda ganham corpo no mercado de câmbio local

. Por volta das 15 horas, o dólar comercial apontava queda de 0,36%, a R$ 1,660 na venda. Vale lembrar que na máxima a moeda foi a R$ 1,678. No mercado futuro, o dólar para novembro, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), perdia 0,38% a R$ 1,6645. O aumento das vendas coincide com a perda de valores do dólar em outras praças de negociação. O euro passou a operar em alta e valia US$ 1,398, depois de cair a US$ 1,383. Já o Dollar Index, que mede o desempenho do dólar ante uma cesta de moeda, apontava leve baixa de 0,10%, a 76,9 pontos. Entre as commodities, o barril de WTI já avançava mais de 1,5%, a US$ 82,6. E em Wall Street, o Dow Jones se valorizava 0,40%. O dia começou com viés negativo, mas o humor dos agentes mudou no campo externo após os resultados trimestrais do Citigroup, que superaram o previsto. O banco fechou o terceiro trimestre com lucro de US$ 20,16 bilhões. (Eduardo Campos | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.