Tamanho do texto

Esta é a primeira intervenção do Banco Central desde sexta-feira passada

selo

O dólar à vista renovou a mínima na tarde desta terça-feira, cotado a R$ 1,8180, queda de 0,66%, e levou o Banco Central a fazer um leilão de compra de dólar à vista, o primeiro desde sexta-feira. No leilão, o BC fixou a taxa de corte em R$ 1,8210 - acima do preço à vista, em um claro sinal de que desejaria puxar o preço da moeda.

Logo após a intervenção, o dólar à vista permanecia na mínima, mas às 15h59 estava em alta de 0,94%, a R$ 1,8230. Segundo um operador, a desaceleração do dólar esta tarde reflete um movimento de realização de lucro no day trade, uma vez que o dólar à vista subiu até R$ 1,8350 (+1,61%) no balcão mais cedo e os agentes financeiros venderam moeda à tarde, pressionando as cotações.

No mercado futuro, às 15h58, o dólar abril 2012 passou a subir 0,03%, a R$ 1,8280, ante uma taxa de R$ 1,8265, em baixa de 0,05% antes do leilão do BC.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.