Tamanho do texto

Grande disparidade entre os contratos já custou aos investidores cerca de US$ 25 bilhões desde o começo de 2010

selo

A diferença entre os dois contratos futuros usados como referência para o preço global do petróleo se ampliou para o nível recorde de cerca de US$ 24 por barril na manhã de hoje, à medida que o valor do WTI, negociado em Nova York, caiu em razão de preocupações com uma desaceleração econômica nos EUA e uma consequente redução da demanda norte-americana pela commodity.

No começo do dia, o WTI chegou a cair quase 7%, enquanto o brent despencou cerca de 5%. Às 9h55 (de Brasília), porém, o WTI para setembro subia 1,00% na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), para US$ 82,12 por barril, e o brent para setembro avançava 1,12% na plataforma ICE, para US$ 104,90 por barril.

A grande disparidade entre os contratos já custou aos investidores cerca de US$ 25 bilhões desde o começo de 2010, segundo um relatório do Barclays Capital. Mas os analistas não estão certos sobre o que acontecerá com esse diferencial no curto prazo, dada a volatilidade nos mercados globais observada nos últimos dias.

"O sentimento com relação ao WTI está mais negativo do que com relação ao brent, em razão do foco na economia", comentou Amrita Sen, analista do Barclays Capital.

Historicamente, o WTI costuma operar com prêmio de US$ 1 a US$ 2 por barril sobre do brent porque tem qualidade maior. No entanto, essa relação mudou no último ano em consequência do excesso de commodity no ponto de entrega de Cushing, nos EUA - que pressiona o preço do WTI - e problemas de produção no Mar do Norte e perda de produção na Líbia - que eleva o preço do brent. As informações são da Dow Jones.

Veja mais:

Chave para a crise é criação de um único título europeu, diz Standard Bank

Ocidente perde importância na economia global, diz BNP Paribas

Mercado continuará comprando títulos dos EUA, diz BlackRock

HSBC fala em "podridão fiscal" e "bagunça orçamentária" dos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.