Tamanho do texto

Empresa havia pedido a liberação dos papéis, que estão suspensos desde fevereiro de 2009; companhia não publicou resultados

A Comissão de Valores Mobiliários não aceitou o pedido da Agrenco Limited para liberar a negociação dos Brazilian Depositary Receipts (BDRs) da companhia na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa). Segundo o comunicado enviado há pouco pela autarquia, a Superintendência de Relações com Empresas da CVM informou à Agrenco na sexta-feira passada (8) que foi indeferido o pedido da empresa para reverter a suspensão do registro de emissor estrangeiro.

A negociação dos BDRs está suspensa desde 11 de fevereiro de 2009 devido ao atraso de mais de um ano da companhia em apresentar suas demonstrações financeiras. Segundo a CVM, a Agrenco já pediu duas vezes a liberação do seu registro, mas a suspensão foi mantida justamente porque a companhia permanece inadimplente na entrega de seus balanços.

A Agrenco ainda não publicou os resultados do primeiro e segundo trimestres de 2010. "A Agrenco Limited poderá apresentar novo pedido de reversão da suspensão de seu registro, que será deferido desde que sejam apresentados, como mencionado, todo os documentos que comprovem o cumprimento das obrigações periódicas e eventuais devidas até a data do pedido", afirma a CVM em nota. (Téo Takar | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.