Tamanho do texto

Pedido de instalação do procedimento será feito à Câmara de Arbitragem do Mercado da BM&F Bovespa

Os cotistas do Fundo GWI Leverage, de investimento em ações, decidiram entrar com um procedimento arbitral no qual cobram indenização de R$ 28 milhões da corretora Socopa devido a supostos prejuízos causados pela venda de ações da Marfrig, ocorridas em agosto.

Veja : Fundo GWI Private deixa de liquidar débitos, diz Bovespa

A decisão de entrar com a ação foi tomada em assembleia realizada na manhã desta sexta-feira, no Rio de Janeiro, e obteve a adesão de mais da metade dos 450 cotistas do fundo. O pedido de instalação do procedimento será feito à Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM), da BM&F Bovespa.

Segundo os cotistas, a corretora vendeu ações da Marfrig pertencentes ao fundo de forma "ruinosa e apressada". Esses ativos garantiam operações a descoberto na Bovespa.

Leia : Fibria, Embraer e Marfrig são brasileiras mais expostas à Europa

Com a decisão, o fundo segue o mesmo caminho do Fundo de Investimento em Ações GWI Private Investimento no Exterior, que já conseguiu instaurar o procedimento de arbitragem contra a Socopa na Câmara de Arbitragem do Mercado. O GWI Leverage é gerido pela GWI Asset Management S.A. e administrado pela BNY Mellon.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.