Tamanho do texto

Nova ordem mundial? Há substituto para os Estados Unidos no momento? Apertem os cintos, o piloto sumiu!

Os mercados de ações amanhecem de ressaca depois dos fortíssimos tombos que levaram nesta segunda-feira. Ontem, os principais bancos globais se debruçaram sobre o rebaixamento dos Estados Unidos pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s. Na pauta, tentar entender o real significado da qualificação menor para os títulos do tesouro da maior economia do mundo.

Os especialistas dizem que a decisão da S&P era amplamente esperada pelo mercado. Mas seu simbolismo está sendo considerado altamente importante, pois serve para levantar discussões sobre uma nova ordem econômica mundial.

Nas avaliações feitas até agora, há preocupação com a situação dos Estados Unidos que, para alguns, é considerada pior que em 2008. Apesar disso, poucos acreditam que outros títulos no mundo, ou moedas, tenham força ou escala para substituir os Estados Unidos como reserva mundial.

Confira o que o mercado está falando:

Apertem os cintos, o piloto sumiu!

Chave para a crise é criação de um único título europeu, diz Standard Bank

Ocidente perde importância na economia global, diz BNP Paribas

Mercado continuará comprando títulos dos EUA, diz BlackRock

HSBC fala em "podridão fiscal" e "bagunça orçamentária" dos EUA

Fique fora dos ativos de risco, diz Bank of America

Fed não deve anunciar medidas para estimular economia, dizem Deutsche Bank e BofA

Crescem chances de recessão nos EUA e Europa em seis meses

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.