Tamanho do texto

Aumento foi de US$ 5,7 bilhões, para US$ 1,166 trilhão, em seguida à compra líquida de US$ 7,3 bilhões em maio

selo

A China aumentou a quantidade de títulos do Tesouro dos EUA que possui pelo terceiro mês seguido em junho, informou o relatório mensal de capital internacional do Tesouro.

O aumento foi de US$ 5,7 bilhões, para US$ 1,166 trilhão, em seguida à compra líquida de US$ 7,3 bilhões em maio.

No entanto, analistas alertam que o dado pode não refletir o espectro total da atividade da China no mercado. Recentemente o Tesouro ajustou sua estimativa sobre a quantidade de títulos detida pela China com base no uso de procurações em outros países.

O Japão, por sua vez, foi um vendedor líquido de Treasuries. O país permaneceu como o segundo maior detentor de títulos do Tesouro norte-americano, mas reduziu o volume para US$ 911 bilhões em junho, de US$ 912,4 bilhões em maio. As informações são da Dow Jones.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.